Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Fracasso em Doha é um grande retrocesso, diz BCE

Para presidente do banco, preocupações com emergência de pressões protecionistas prejudicam economia

Marcílio Souza, da Agência Estado,

07 de agosto de 2008 | 11h37

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, afirmou que o fracasso das negociações em Genebra, dentro da Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC), representa um importante retrocesso para a liberalização do comércio mundial. Veja também:Os problemas que levaram as negociações ao fracasso Vencedores e perdedores após colapso de DohaPrincipais datas que marcaram a rodada "A possibilidade de desdobramentos desordenados resultantes dos desequilíbrios globais também implica riscos de baixa para a perspectiva para a atividade econômica, da mesma forma que preocupações com a emergência de pressões protecionistas. Nesse sentido, o fracasso das recentes negociações no contexto da Rodada de Doha da OMC sobre a liberalização comercial é um importante retrocesso", afirma parte da íntegra do texto de Trichet divulgado após a decisão do BCE de manter em 4,25% a taxa básica de juros para a zona do euro.  As negociações da OMC promovidas em Genebra no final do mês passado terminaram em fracasso, após EUA, China e Índia não terem chegado a um consenso sobre níveis de subsídios e tarifas de importação agrícolas.

Tudo o que sabemos sobre:
Rodada DohaOMCBCE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.