Fraga: reformas nos fundos de pensão

O presidente do Banco Central, Armínio Fraga Neto, anunciou na abertura do 21º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão, que aconteceu ontem, que o Conselho Monetário Nacional (CMN) deverá reformular nas próximas semanas a Resolução 2.720, que fixa as normas de aplicações financeiras dos fundos de pensão. Segundo Fraga, a nova resolução será mais simples e mais abrangente. Ele disse que será mantido o objetivo da transparência e que as mudanças serão feitas seguindo-se o binômio "liberdade e responsabilidade".Segundo o presidente do BC, é necessário que se siga o conceito de "governança" não só nas empresas mas também nos fundos de previdência. "Não é suficiente poupar, é importante que os recursos sejam bem investidos", disse. Veja, em outra matéria, mais detalhes sobre as propostas da Associação Brasileira das Entidades de Previdência Privada e da Receita Federal para a tributação dos fundos de pensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.