França alerta para o aumento do preço do escargot

Desenvolvimento do leste europeu levou a aumento de salários dos catadores.

Hugh Schofield, BBC

07 de julho de 2008 | 10h48

Os produtores de escargot - um dos pratos mais exóticos da culinária francesa - alertam que os preços do produto vão aumentar devido ao desenvolvimento econômico no leste da Europa.A França consome mais de 14 mil toneladas de escargot por ano, mas praticamente nenhum é produzido no país.As espécies mais procuradas estão sob proteção e a indústria agora precisa importar o produto de países do leste europeu.Mas o progresso econômico em países como Polônia e Bulgária está fazendo com que muitos abandonem as trabalhosas criações de escargots.Até hoje, as famílias dessas regiões ganhavam um salário satisfatório coletando o caramujo em campos e bosques.Mas com o desenvolvimento econômico e as novas ofertas de emprego, as companhias que compram os escargots estão aumentando os salários, para não perderem os empregados, o que vai provocar um aumento do preço do produto.Com apenas algumas fazendas de criação de escargot ativas na França - a maioria nas colinas da região de Burgundy -, a Federação Francesa de Indústrias de Alimentos Preservados alerta que os dias de escargot barato estão no fim.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.