França corta projeção para PIB

O governo francês elevou as projeções de déficit orçamentário para este e para o próximo ano e cortou a de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2014, diante de uma recuperação econômica mais fraca que a esperada.

AE, Agencia Estado

11 de setembro de 2013 | 10h39

O ministro das Finanças, Pierre Moscovici, revelou a expectativa de um crescimento de apenas 0,1% do PIB neste ano. Para 2014, a projeção é de uma alta de 0,9%, contra a estimativa anterior de um avanço de 1,2%.

Quanto às metas de déficit orçamentário, as novas perspectivas são de 4,1% do PIB neste ano e de 3,6% no próximo, frente aos 3,7% anteriormente esperados para 2013 e os 2,9% projetados para 2014.

Em coletiva de imprensa, Moscovici disse que o governo dará um foco maior para os cortes de gastos, em vez de aumento de impostos, no orçamento de 2014. A meta é economizar 15 bilhões de euros, em comparação ao que teria sido gasto sem o anúncio de medidas extras.

A meta do governo no orçamento do próximo ano para o aumento de impostos é arrecadar cerca de 3 bilhões de euros, completou Moscovici. Anteriormente, o governo dizia que levantaria 6 bilhões via aumento de impostos no próximo ano e economizaria 14 bilhões de euros em cortes de gastos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Françapibprojeção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.