França e Alemanha estão divididos sobre sul europeu, diz Hollande

 Paris e Berlim concordam com medidas para estimular o crescimento, mas não chegaram a acordo sobre ações de curto prazo para estabilizar as economias mais frágeis da zona do euro 

Reuters

28 de junho de 2012 | 17h21

O presidente da França, François Hollande, disse nesta quinta-feira que Paris e Berlim concordam com medidas para estimular o crescimento, mas que não haviam chegado a um acordo sobre ações de curto prazo para estabilizar as economias mais frágeis da zona do euro.

"Há pontos em comum sobre crescimento felizmente, (a chanceler da Alemanha Angela) Merkel voltou-se para a direção que eu queria", disse ele à rede de televisão France 2 antes de viajar para Bruxelas para a cúpula de dois dias de líderes da União Europeia (UE).

"Também há um acordo acerca do imposto sobre transações financeiras, mas nós precisamos de um sobre estabilização. Há discussões em curso, é normal", acrescentou. "Nós precisamos agir em apoio aos países que precisam: Espanha e Itália."

Tudo o que sabemos sobre:
MACROHOLLANDECUPULA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.