França sugere dar mais tempo para Grécia resolver crise

O primeiro-ministro da França, Jean-Marc Ayrault, disse que é a favor de conceder mais tempo para a Grécia sair da crise de endividamento, desde que o país seja genuíno em relação à adoção de reformas.

AE, Agencia Estado

23 de setembro de 2012 | 17h45

Em entrevista para um site francês, Ayrault disse que "a solução não pode ser a Grécia sair da zona do euro". "Nós já podemos dar mais tempo para uma resolução", citou.

Ao ser questionado se era a favor de dar ao país mais tempo, ele acrescentou: "Sim. Sob uma condição, a de que a Grécia seja genuína na implementação de reformas, incluindo as fiscais", disse.

Ayrault disse que conversou com o líder socialista grego, Evangelos Venizelos, em agosto sobre a disposição do país.

"Aqueles que têm muito dinheiro na Grécia investem em imóveis fora do país. Isso é imoral. A crise grega é estrutural, mas também política", afirmou Ayrault. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciacriseFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.