Francesa Lactalis faz oferta de 3,4 bilhões de euros por 71% da Parmalat

Oferta do grupo francês, que já detém 29% das ações, provoca discussão sobre desnacionalização de empresas italianas

,

27 de abril de 2011 | 00h34

ROMA

A francesa Lactalis fez uma oferta inesperada de 3,4 bilhões pela participação de 71% que ainda não possui na italiana Parmalat. Com a proposta, o grupo de laticínios pretende conseguir um alcance internacional que ainda não detém. A oferta representa um prêmio de 21% sobre o preço médio da ação da Parmalat nos últimos 12 meses.

As relações entre Itália e França estão tensas desde que a Lactalis elevou, em março, sua participação na Parmalat para 29%, levantando preocupações de que a indústria italiana perderia seus principais destaques para multinacionais francesas. Semanas antes, a gigante francesa de luxo LVMH Moet Hennessy Louis Vuitton comprou a Bulgari.

O anúncio da Lactalis ocorre em uma semana crucial para banqueiros, financeiras e industriais italianos, que buscam um acordo sobre uma defesa conjunta da Parmalat. O governo italiano anunciou planos para criar um escudo para proteger empresas "estratégicas" de aquisições por estrangeiras.

Parceria. O presidente francês Nicolas Sarkozy, que participa de uma reunião bilateral na Itália, disse que apoia a criação de "grandes empresas ítalo-francesas", acrescentando que elas podem ser boas para a Europa. O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, destacou também que a força econômica da Itália está baseada em companhias pequenas, enquanto as grandes francesas são fortes.

A Lactalis disse que manterá a matriz da Parmalat na Itália e que deve transferir parte de seus negócios de leite processado da França e da Espanha para o grupo italiano. / DOW JONES NEWSWIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.