Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Fraudador denuncia banco francês à Justiça

O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2012 | 03h03

Jérôme Kerviel (foto), o operador de bolsa de valores que foi condenado a cinco anos de prisão por provocar a maior fraude bancária da história da França, denunciou o banco Societé Génerale, para o qual trabalhava, por omissão de informações à Justiça. O banco, que teve prejuízo de 4,9 bilhões com o esquema, decidiu responder com uma ação por calúnia. Kerviel afirma que o Societé Génerale não informou ao Tribunal de Correções de Paris recuperação de US$ 1,7 bilhão das perdas graças a um dispositivo fiscal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.