Fraudes com cheques têm queda de 21,74% em janeiro

O índice de fraudes com cheques no País caiu 21,74% em janeiro, na comparação com o mesmo mês de 2006. Enquanto o primeiro mês de 2007 apresentou uma variação de 0,18% nas fraudes, janeiro do ano passado registrou 0,23%.Por sua vez, em relação a dezembro de 2006, quando o índice foi de 0,09%, o primeiro mês deste ano registrou alta de 100%. As informações são do estudo divulgado nesta quinta-feira, 22, pela Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo.EstadosO Estado de São Paulo foi o que obteve o maior indicador de cheques fraudados, com índice de 0,54%. No Estado, ainda houve alta de 5,88% das fraudes em relação a janeiro do ano passado, quando o indicador ficou em 0,51%, e crescimento de 100% ante dezembro de 2006, que apresentou indicador de 0,27%.Goiás apareceu em segundo lugar no levantamento, com índice de fraudes de 0,41% em janeiro deste ano. Também em Goiás foi verificado um alto crescimento desse tipo de golpe, de 310% em relação a janeiro do ano passado (0,10%) e de 241,67% na comparação com dezembro (0,12%).Na seqüência, a pesquisa destaca os Estados do Mato Grosso e do Rio de Janeiro, que apresentaram, respectivamente, em janeiro de 2007, indicadores de cheques fraudados de 0,27% e 0,25%.Cheques roubados e sustadosA Telecheque apurou também o índice de roubo de cheques no Brasil. De acordo com o estudo, o índice foi de 0,11% em janeiro deste ano e correspondeu a um recuo de 15,38% no comparativo com janeiro de 2006 e a uma alta de 57,14% em relação ao mês de dezembro. Em janeiro do ano passado, o índice de cheques roubados ficou em 0,13%, enquanto em dezembro foi de 0,07%.Segundo a Telecheque, o indicador de cheques sustados foi de 0,43% em janeiro de 2007, o que equivale a um crescimento de 65,38% na comparação com o mês anterior (0,26%), e de 2,38% frente a janeiro do ano passado (0,42%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.