Frota brasileira já tem 27,8 milhões de veículos

A frota brasileira em circulação cresceu 38% desde 2000, saltando para 27,8 milhões de veículos, um acréscimo de 7,6 milhões de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus rodando pelo País. No mesmo espaço de tempo, a população cresceu 12,7%, para 191,4 milhões de pessoas.Estudo feito pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) mostra que 26% da frota é composta por veículos com até três anos de uso, participação que, em 2000, era de 20%. No lado oposto, modelos com mais de 21 anos, que antes representavam 9% da frota circulante, agora correspondem a 5%. Significa que ainda há 1,32 milhão de carros velhos em uso no País.Do restante da frota, 11% têm entre quatro a cinco anos, 23% de seis a dez, 25% de 11 a 15 e 10% de 16 a 20 anos. Do total de veículos, quase 10% são de modelos importados, a maior parte da vizinha Argentina.O estudo feito anualmente leva em consideração taxas de saída de veículos de circulação, seja por sucateamento, acidentes com perda total e roubos sem recuperação (carros que vão para desmanche ou são levados para outros países).Atualmente, 24% da frota tem motor flex (roda com álcool ou gasolina), 58% é movida apenas a gasolina, 10% apenas a álcool e 8% a diesel.MOTOCICLETASO aumento mais surpreendente ocorreu no segmento de motocicletas, com salto de 243% na frota de 2000 a 2008. Segundo o Sindipeças, há 8,55 milhões de motos em circulação, ante 2,49 milhões em 2000. Do total, 37% têm até dois anos de uso e 31% de três a cinco. Apenas 1% tem mais de 16 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.