Fujifilm transferirá ou demitirá 5 mil funcionários

Companhia japonesa tem fábricas em toda América Latina, Central e também no México

Efe,

30 de abril de 2009 | 05h08

A companhia japonesa Fujifilm anunciou nesta quinta-feira, 30, que vai transferir ou demitir cerca de cinco mil funcionários, principalmente em suas fábricas no exterior, diante de suas previsões de perdas para o atual ano fiscal.

 

linkObama diz ter esperanças de que Chrysler seja viável

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise 

 

A fabricante japonesa de câmeras fotográficas e outros produtos eletrônicos audiovisuais anunciou a medida devido à queda das vendas em função da crise econômica global, segundo a agência local Kyodo.

 

A Fujifilm tem fábricas no Brasil, Espanha, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Paraguai, Panamá, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.

 

Durante o ano fiscal 2008, que terminou em março, a Fujifilm registrou uma queda de 89,9% de seu lucro líquido em comparação com o ano anterior, para 10,520 bilhões de ienes (81 milhões de euros).

 

Seu lucro por operações - em sua atividade ordinária - também caiu 82%, aos 37,29 bilhões de ienes (286 milhões de euros), e suas vendas caíram 14,5%, para 2,43 trilhões de ienes (18,652 bilhões de euros).

Tudo o que sabemos sobre:
Fujifilmcrise financeiracrise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.