Funcionário da Caixa recusa proposta e mantém greve

No terceiro dia de greve, os funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF) recusaram, em assembléia, a proposta da direção do banco e decidiram permanecer em greve na próxima segunda-feira. Hoje, 163 agências não abriram as portas e 25 bancos atenderam parcialmente em São Paulo e Osasco, segundo o sindicato da categoria, que reivindica, entre outras coisas, um novo plano de cargos e salários e maior participação nos lucros e resultados.O presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, Luiz Cláudio Marcolino, defendeu que a CEF deveria "se empenhar em apresentar uma proposta que contemple as reivindicações dos bancários, em vez de ameaçar de ajuizar dissídio na Justiça do Trabalho (TST)". Na segunda-feira, os bancários prometem realizar um ato em frente ao Ministério da Fazenda, no centro de São Paulo, às 13h30. Duas horas depois, eles voltarão a se reunir em assembléia na Quadra dos Bancários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.