Funcionário de investimento em ações fará teste

Para melhorar o atendimento aos investidores que querem colocar recursos no mercado de ações, o CMN decidiu que todos os funcionários de bancos, corretoras e demais empresas do sistema financeiro que oferecem esses produtos aos clientes terão de passar por um teste e obter um registro da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).A idéia, de acordo com o presidente da CVM, José Luiz Osório, é exigir um conhecimento mínimo do mercado de ações e matemática financeira. Os funcionários que trabalharem com produtos do mercado de derivativos terão um teste mais sofisticado.A prova será aplicada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e pela Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid), mas o calendário ainda não está definido. O Banco Central terá de regulamentar quem estará sujeito ao teste e como o sistema funcionará. Os primeiros testes devem começar a ser aplicados em um ano e apenas para os agentes autônomos, que auxiliam bancos e corretoras na negociação desses produtos mas não têm vínculo empregatício.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.