Funcionários do Banco Santos têm parte do salário retida

O interventor do Banco Central no Banco Santos, Vânio Aguiar, terá reunião na próxima terça-feira, 10 horas, com assessores jurídicos do Sindicato dos Bancários, Osasco e Região para discutir como ficam os empregos e os salários dos funcionários com a intervenção no Banco Santos, informou a diretora do sindicato, Ana Paula da Silva. A maioria dos 320 funcionários do Banco Santos e da Santos Corretora está com a primeira quinzena dos salários referentes ao mês de outubro retida. "Os recursos foram depositados nas conta correntes dos empregados na última sexta-feira. Porém, como ocorreu a intervenção naquele dia, quem não transferiu o dinheiro para outros bancos ficou com os recursos congelados", explica Ana Paula. Segundo informações, é possível que os vencimentos sejam liberados na próxima semana. De acordo com Ana Paula, apenas 20% dos funcionários do Banco Santos, especialmente do setor administrativo, estão trabalhando, pois muitos departamentos, como a tesouraria e a área comercial, não estariam funcionando. "Talvez a melhor solução para o banco seja a venda, pois assim haveria maiores chances de preservação de postos de trabalho em relação à possível liquidação do banco", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.