Funcionários do BB retardarão abertura de agências em SP

Trabalhadores querem prostestar contra mudanças que estarim sendo promovidas pela instituição

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

11 de maio de 2008 | 21h10

Os funcionários do Banco do Brasil retardarão, nesta segunda-feira, 12, a abertura de agências da instituição na capital paulista. Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, a medida é um protesto contra mudanças que o banco estaria promovendo, como a terceirização de abertura de contas correntes, utilização de caixas volantes, não pagamento de substituição de função e nomeação de uma tesoureiro para duas agências, além da suposta falta de empregados."Queremos que o banco abra negociação com a categoria e reverta essa situação, que prejudica bancários e clientes", disse Ernesto Izumi, funcionário do banco e diretor do sindicato, em nota. A entidade informou que as atividades serão concentradas em uma região de grande concentração da cidade, mas não detalhou o atraso previsto para o início do expediente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.