Funcionários do BC voltam a trabalhar

O presidente do Sindicato dos Funcionários do Banco Central (Sinal), Daro Marcos Piffer, anunciou nesta quarta-feira o fim da greve geral. Os 4.600 funcionários, paralisados em todo País desde o dia 16, voltaram a trabalhar normalmente, tendo suas principais reivindicações atendidas.A apenas um mês do prazo limite para conceder reajustes a servidores segundo a legislação eleitoral, o governo federal publicou, na última terça-feira, medida provisória (MP) que garante aumento salarial de 10%, retroativo a fevereiro; uma nova estrutura de cargos e salários; e plano de saúde à categoria. "Foi uma luta longa, suada, mas vitoriosa", afirmou Piffer, destacando o atraso de quatro meses no cumprimento do acordo firmado com governo.Os trabalhadores protestavam, ainda, contra a inclusão de cargos de livre nomeação, que possibilitariam contratações sem concurso público, também atendidos neste ponto pela MP. Outras reivindicações, como a adoção de um plano de modernização da carreira de nível técnico, deverão ser negociados durante a tramitação da MP no Congresso Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.