Funcionários dos Correios recusam proposta da estatal e mantêm greve

Empresa propôs reajuste real de R$ 80 a partir de janeiro e o pagamento imediato de um abono de R$ 500,00 

Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

29 de setembro de 2011 | 19h12

Depois de mais de seis horas de reunião com a diretoria dos Correios, os funcionários da estatal decidiram manter a greve. Eles recusaram proposta oferecida hoje pela empresa de reajuste real de R$ 80,00 a partir de janeiro e o pagamento imediato de um abono de R$ 500,00.

A diretoria dos Correios também havia proposto - mas foi recusado pelos trabalhadores - o parcelamento do valor pelo corte do ponto dos funcionários que ficaram parados. A cada mês, seria descontado um dia.

Mais cedo, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo afirmou estar confiante de que a greve acabaria ainda hoje.

 
Tudo o que sabemos sobre:
Correiosgreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.