EVELSON DE FREITAS/ESTADÃO
EVELSON DE FREITAS/ESTADÃO

Fundador da Copagaz morre aos 94 anos

Ueze Zahran também era responsável por empresas de menor porte, como um haras e uma fábrica de botijões

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2018 | 22h28

O empresário Ueze Zahran, fundador da Copagaz, uma das maiores distribuidoras de gás de cozinha do País, morreu na quinta-feira, 27, aos 94 anos, em São Paulo, vítima de uma parada cardíaca.

Filho de libaneses – seus pais vieram casados para o Brasil nos anos 20 e se instalaram em Bela Vista, cidade de Mato Grosso do Sul –, o empresário começou a trabalhar na adolescência no bar de seu pai. Segundo filho de uma família grande, cinco homens e uma mulher, Zahran também trabalhou na padaria da família. Os negócios, contudo, não foram adiante.

A Copagaz nasceu em São Paulo, em 1955, quando Zahran já tinha deixado Bela Vista para tentar a sorte na capital paulista. “Achei que o negócio de distribuição de gás dava dinheiro e tinha potencial para crescer no Centro-Oeste. Decidi presentear minha mãe, que morava no Mato Grosso Sul, com um fogão a gás. Ela se encantou com a luz azul que se formava debaixo da panela. No Centro-Oeste, todo mundo era dependente da lenha e da querosene, que deixava sabor estranho na comida”, disse o empresário em entrevista, em 2013, ao Estado.

Workaholic assumido, Zahran fundou também, em 1965 e ao lado dos irmãos, a TV Morena, retransmissora da Rede Globo em Mato Grosso do Sul.

Fazem parte ainda do Grupo Zahran outras empresas de menor porte, como um haras (criação de cavalos árabes) e uma fábrica de botijões.

A Copagaz é a quinta maior empresa do segmento, com 7,81% do mercado nacional. Possui 1.700 colaboradores e está presente em mais de 1.500 municípios, de 18 Estados brasileiros e do Distrito Federal, por meio de suas 15 filiais, 14 engarrafadoras e uma rede composta por 3 mil revendedores, que abastecem milhões de lares, indústrias e empresas.

Zahran deixa a mulher, Lucila Zahran, quatro filhos, seis netos e três bisnetos.

Mais conteúdo sobre:
CopagazUeze Zahran

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.