Fundador da Parmalat é processado na Itália

O Tribunal de Parma, na Itália, decidiu abrir processo contra o fundador e ex-dono da Parmalat, Calisto Tanzi, junto com outras 21 pessoas envolvidas na falência do maior grupo agroalimentício italiano no início de 2004 - um buraco contábil de mais de 14 bilhões. Tanzi, fundador da Parmalat nos anos 1960, é acusado na Itália de formação de quadrilha, falência, fraude, falsificação de balanços e agiotagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.