Fundador da Yukos é culpado por evasão e fraude fiscal

Nesta terça-feira, a presidente do tribunal russo, Irina Kolesnikova, declarou o fundador e ex-chefe da gigante russa do petróleo Yukos, Mikhail Kodorkovski, 46 anos, e seu principal sócio, Platon Lebedev, 46 anos, culpados da primeira das 11 acusações de um processo por evasão e fraude fiscal. A juíza começou a declarar a culpabilidade dos acusados ponto por ponto e, neste caso, trata-se da aquisição fraudulenta de 44% das ações de um instituto agrícola, segundo o advogado Evgueni Bouré.

Agencia Estado,

17 Maio 2005 | 07h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.