Fundador do Facebook passa Steve Jobs em lista de bilionários

Aos 26 anos, Mark Zuckerberg se tornou a 35ª pessoa mais rica dos EUA, em ranking liderado por Bill Gates

, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2010 | 00h00

NOVA YORK

O fundador da rede social Facebook, Mark Zuckerberg, de 26 anos, se tornou a 35.ª pessoa mais rica dos EUA, ultrapassando o fundador da Apple, Steve Jobs, no ranking divulgado pela revista Forbes. Zuckerberg tem uma fortuna estimada em US$ 6,9 bilhões (US$ 2 bilhões a mais que no ano passado), enquanto Jobs, com US$ 6,1 bilhões, ficou em 42.º lugar na lista.

O ranking foi, mais uma vez, liderado pelo fundador da Microsoft, Bill Gates, de 54 anos, que renunciou às atividades cotidianas da empresa para se dedicar à filantropia. Gates, segundo a Forbes, tem uma fortuna estimada em US$ 54 bilhões.

O investidor Warren Buffet, da companhia Berkshire Hathaway, é o segundo americano mais rico, com US$ 45 bilhões, seguido de Larry Ellison, da Oracle, que aos 66 anos tem US$ 27 bilhões, e Christy Walton, da rede varejista Walmart, com US$ 24 bilhões.

Entre os dez mais ricos estão, ainda, Charles Koch, de 74 anos, e seu irmão, David Koch, de 70 anos, da Koch Industries, cada um com uma fortuna estimada em US$ 21,5 bilhões.

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, de 68 anos, fundador da agência de notícias financeiras Bloomberg, está no décimo lugar, com uma fortuna estimada em US$ 18 bilhões.

Os cofundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, ambos com 37 anos, seguem com um valor estimado em US$ 15 bilhões.

Problemas. No mesmo dia em que apareceu como um dos mais ricos dos EUA, Zuckerberg teve de enfrentar um problema grave: o Facebook entrou em pane pelo segundo dia consecutivo.

O site estava ontem inacessível para vários usuários, que encontravam uma mensagem dizendo "DNS Failure" quando tentavam entrar nas páginas. Até o início da noite de ontem, a empresa havia informado apenas que estava tentando corrigir o problema. / AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.