Fundo de resgate pode intervir no mercado secundário, diz Sarkozy

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, afirmou nesta quarta-feira que o fundo europeu de resgate (EFSF, na sigla em inglês) poderá intervir nos mercados primário e secundário de dívida quando o Banco Central Europeu entender que será necessário.

REUTERS

21 de julho de 2011 | 16h44

"O fundo terá permissão para fazer intervenções no mercado secundário quando o Banco Central Europeu disser que esse mercado está deficiente", afirmou o presidente francês em conferência de Bruxelas.

"(O fundo) poderá interferir não apenas no mercado primário de dívida, mas também no secundário", acrescentou ele.

(reportagem de Nick Vinour)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUSARKOZY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.