finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fundo inglês investirá R$ 125 mi no biodiesel goiano

O fundo de investimento inglês Trading Emissions PLC (TEP) investirá R$ 125 milhões no complexo industrial de biodiesel da Bionasa em Porangatu, no interior de Goiás, informou a assessoria de imprensa do grupo. Com o aporte, o TEP passará a ter participação acionária no negócio e se torna um dos maiores investidores estrangeiros individuais no setor.O complexo industrial de biodiesel da Bionasa começou a ser construído em agosto do ano passado. A fábrica deverá entrar em operação no segundo semestre de 2008. Nesta primeira etapa, ela será capaz de produzir 200 mil toneladas de biodiesel por ano. Em 2010, com a ampliação do complexo, a capacidade de produção será de 400 mil toneladas por ano. Além do combustível, a unidade também fabricará glicerina, que representará 12% da produção do complexo.A fábrica da Bionasa ocupa uma área no interior de Goiás de 85 mil metros quadrados, sendo quase 60 mil metros quadrados de área construída. O complexo está estrategicamente localizado próximo de um terminal da Ferrovia Norte-Sul, projeto ferroviário previsto de entrar em operação em 2011; e da rodovia Belém-Brasília (BR 153).A empresa utilizará produtos vegetais (girassol, soja e pinhão-manso) e gordura animal para a produção do biodiesel. Quando entrar em operação, a unidade de Porangatu deverá ter gerado 126 empregos diretos. A Bionasa é uma empresa da Jaraguá Participações, e seus proprietários atuam também no segmento de tabaco e produtos adoçantes para consumo humano e culinária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.