Max Rossi/Reuters
Max Rossi/Reuters

Fundo KKR negocia compra da Telecom Italia, dona da TIM, por US$ 12 bilhões

Proposta de compra não vinculante foi revelada pelo fundo no domingo; nesta segunda-feira, 22, papéis da Telecom Italia subiam fortemente

Dow Jones Newswires

22 de novembro de 2021 | 16h12

MILÃO - A companhia de investimentos KKR demonstrou interesse em comprar a Telecom Italia, oferecendo 10,79 bilhões de euros (US$ 12,17 bilhões). As ações da empresa italiana subiam mais de 20% nesta manhã em Milão, após a companhia de telecomunicações informar no fim do domingo sobre a proposta não vinculante. A Telecom Italia é dona da TIM, uma das operadoras líderes de mercado no Brasil.

A oferta de compra representaria um prêmio de 45% para as ações da Telecom, em comparação com o fechamento da sexta-feira, 19, e incluiria a retirada dela das negociações na bolsa, fechando o capital. O indicativo de interesse é condicionado a um período de quatro semanas de diligência nos números da empresa e ao aval de órgãos do governo italiano. A Telecom Italia está sujeita a poderes especiais do governo italiano, a fim de garantir a segurança nacional. 

O banco UBS destaca que o governo do premiê Mario Draghi tem uma "cultura forte de mercado" e vê espaço para um acordo. A KKR já possui 37,5% de participação na FiberCop, o que permitiria ao grupo investir em cobertura de fibra em áreas nas quais a Itália tem serviço limitado. A francesa Vivendi, porém, tem 23,75% da Telecom Italia e poderia resistir ao negócio, advertem alguns analistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.