Fundo passa a ter 6,16% das preferenciais da Petrobras

Segundo a estatal, o interesse do fundo estrangeiro BlackRock na empresa é estritamente de investimento

Reuters,

15 de dezembro de 2009 | 20h02

A Petrobras ganhou um acionista relevante após a união entre a gestora de ativos BlackRock e a Barclays Global Investors, ocorrida em 1o de dezembro.

 

Com a união, a participação da BlackRock na Petrobras alcançou cerca de 6,16 por cento do capital preferencial da estatal petrolífera.

 

"As participações societárias detidas pela BlackRock alcançaram de forma agregada 98.489.963 ações preferenciais e 64.776.037 American Depositary Receipts (ADRs) equivalentes a ações preferenciais emitidas pela Petrobras", informou a empresa em comunicado nesta terça-feira.

 

Segundo a estatal, o objetivo da participação societária da BlackRock na empresa é estritamente de investimento, "não objetivando alteração do controle acionário ou da estrutura administrativa da Petrobras".

 

A Petrobras é controlada pelo governo brasileiro, que detém 40 por cento do capital total, e está preparando uma capitalização na qual espera cerca de 10 bilhões de dólares por parte dos acionistas minoritários. A operação está prevista para o primeiro semestre de 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrasacionistaBlackRock

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.