Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Fundo prevê expansão mundial e alerta para oscilações

A economia mundial deverá continuar com ?crescimento sólido e inflação contida?, segundo o Relatório da Estabilidade Financeira Global do Fundo Monetário Internacional (FMI). ?A normalização da política monetária nas principais economias deve se alinhar com o que já está antecipado pelos mercados?, diz o FMI, antecipando o tom que deverá marcar seu principal estudo, Perspectiva Econômica Mundial, que será divulgado na quarta-feira, no início de seu encontro anual em Cingapura.O relatório alerta que o aumento da volatilidade (oscilação) nos mercados financeiros nos últimos meses reflete a maior incerteza que vem dominando os investidores, causada principalmente pela alta das taxas dos juros nos Estados Unidos, na União Européia e no Japão, e seu impacto sobre o ritmo de atividade.?O fato de os investidores estarem demonstrando dúvidas com as perspectivas econômicas não é surpreendente. Afinal, a combinação, durante os últimos anos, de forte crescimento global com inflação relativamente baixa , da limitada volatilidade cambial e dos desequilíbrios recordes nos balanços de pagamentos não tem precedente claro?, diz o texto.RiscosEntre os principais riscos, o FMI destaca a intensificação das pressões inflacionárias, que pode ser causada por nova alta dos preços do petróleo. Isso poderia provocar um aperto monetário acima do previsto.?Os riscos incluem a desaceleração econômica mais pronunciada nos Estados Unidos, talvez acompanhada por um rápido enfraquecimento do mercado imobiliário, o que desaceleraria o crescimento global?, diz. ?Se qualquer desses ou outros riscos se materializarem, as condições do mercado financeiro poderiam se deteriorar.?Para o Fundo, ?a inesperada resistência do crescimento global nos últimos anos? foi acompanhada do declínio nos prêmios de risco e na volatilidade dos mercados. ?Nessas circunstâncias, é razoável perguntar se os mercados financeiros poderiam reagir a acontecimentos menos favoráveis de modo que amplifique - ao invés de limitar - os riscos emergentes.? PerspectivasSegundo o estudo, a manutenção da confiança dos investidores na economia dos Estados Unidos indica um ajuste organizado em seu enorme déficit em conta corrente. Entretanto, acrescentou o FMI, o fortalecimento de outros mercados financeiros, principalmente na Ásia, poderão diminuir a atratividade dos EUA.O FMI salientou que alguns países emergentes com amplos déficits em conta corrente dependem de capitais internacionais. ?Esse fluxo poderia cair rapidamente num ambiente de mercado mais volátil", diz. ?Diante dessas incertezas , é particularmente importante que as autoridades implementem os ajustes necessários para fortalecer as perspectivas para uma expansão global sustentada.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.