Fundos de ações já rendem 15% em novembro

O último trimestre do ano está se mostrando mais otimista do que se previa. O mercado acionário parece ter iniciado uma recuperação enquanto que a cotação do dólar já segue menos pressionada. Diante disso, o ranking de rentabilidade dos diversos tipos de fundos de investimento está mudando. Ao longo de 2001, quem apostou na alta do dólar abocanhou o maior ganho, enquanto que os fundos de ações foram os mais prejudicados. Mas, agora, são as ações que estão se valorizando mais.Segundo dados da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid), no mês de novembro até o dia 20, a rentabilidade dos fundos cambiais - que paga a variação do dólar mais um taxa de juros prefixada - está negativa em 5,82%. Já os fundos Ibovespa Indexado - que replicam o ganho do Ibovespa (índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo) teve alta de 15,11%. Num prazo maior, desde maio deste ano, os fundos Ibovespa ainda acumulam queda de 14,63%, enquanto os fundos cambiais subiram 21,19%.A perda dos fundos cambiais é devida, principalmente, à queda da cotação do dólar verificada nas últimas semanas. A cotação do comercial para venda, cujo patamar rondou os R$ 2,80 em setembro, fechou ontem a R$ 2,5340, uma queda em torno de 9,5%. Já o Ibovespa, que chegou a registrar uma perda de 17,17% em setembro, acumula uma alta de 14,56%% no mês. No entanto, no acumulado do ano desde maio, a variação do dólar ainda supera a do Ibovespa: 29,81% contra uma variação negativa de 14,68%.Na renda fixa, os fundos com taxa prefixadas, chamados de fundos de renda fixa, registram um ganho de 0,79% no mês de novembro até o dia 20. Já os fundos DI, com juros pós-fixados, que acompanham as taxas do mercado, rendem 0,76%. No ano, desde maio, porém, as posições se invertem. Os fundos DI seguem com uma ganho de 9,66% enquanto que os de renda fixa pagam 9,53%. PetrobrásOs fundos de privatização da Petrobrás, tanto os formados com recursos dos Fundo de Garantia do Tempo de Serviço quanto os com recursos próprios, registram em novembro uma perda de 9,27%. Já a rentabilidade acumulada desde agosto de 2000, quando foram criados, está em 60%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.