Fundos de ações renderam 12% em novembro

Após cinco meses de acentuadas perdas, os fundos de ações compensaram pequena parte dessa queda em outubro. Até quinta-feira, o ganho dos fundos atrelados ao Ibovespa deu um salto de 12,41%, em média, em novembro. A reversão de tendência esteve associada à percepção do mercado de que o pessimismo pós-atentados contra os Estados Unidos foi demasiadamente exagerado. O otimismo, porém, pode ter sido momentâneo e o humor dos investidores pode estar novamente em mudança. Principalmente porque a deterioração da economia argentina voltou a afetar o mercado. De acordo com o superintendente de Negócios do Banco Fibra, Luis Carlos Caser, o mercado interno está intimamente atrelado ao rumo da economia norte-americana e européia, ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e, apesar do aparente descolamento, da crise econômica na Argentina. Para ele, o investimento em fundo de ações embute risco bastante elevado e não é hora ainda de o pequeno investidor entrar na bolsa, ainda que pelo fundo de ações. O diretor da Atrium, Marco Antonio Fiori, acredita que o momento é bom para quem pretende investir sem data determinada para o resgate. Felipe Laier, analista de Investimentos da Corretora Novação, sugere cautela a investidores. Segundo ele, o cenário da bolsa deve clarear quando a situação dos EUA e da Argentina estiver mais definida. "Quem está na bolsa deve permanecer. O investidor que está fora só deverá entrar se não tiver pressa no retorno do investimento." Nesse caso, segundo Fiori, é interessante deslocar de 20% a 30% dos recursos para a bolsa. Ele sugere que o investidor distribua essa fatia de recursos em fundos com carteiras variadas de ações ou faça até mesmo a compra direta em corretoras. "Os encargos, mais altos por causa dessa diversificação, serão insignificantes, se a bolsa apresentar bom resultado."

Agencia Estado,

03 Dezembro 2001 | 11h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.