Fundos de hedge dizem evitar negócios com corretora do Bear

Nem o apoio do Federal Reserve deNova York e do JPMorgan Chase pode evitar com que os fundos dehedge deixem a antes concorrida divisão de corretagem do BearStearns. Alguns fundos de hedge que têm negociado com o Bearregularmente nos últimos anos dizem que estão se mudando paraoutras corretoras, temendo que não possam retirar seus recursose títulos do banco caso ele seja forçado a declararinsolvência. "Na medida em que tivemos os balanços do Bear, nosafastamos deles nos últimos 10 dias", disse um importanteexecutivo de um fundo de 1 bilhão de dólares de Nova York, quecomo os outros pediu anonimato. "Se eles fracassarem, teremosproblemas de sair com nossos recursos e títulos, não estamossozinhos nisso." Os fundos de hedge usam as divisões de corretagem paraexecutar negócios, pedir dinheiro emprestado e outros serviços.Os fundos maiores usam várias corretoras. O Bear há muito tempoestá entre as principais corretoras, junto de Goldman Sachs eMorgan Stanley . Recentemente, UBS, Citigroup, Deutsche Bank e outrosfizeram grandes incursões nesse lucrativo mercado de corretagempara servir às crescentes legiões de fundos de hedge. Representantes do Bear Stearns não foram imediatamenteencontrados para fazer comentários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.