Fundos de investimento captam R$ 9,6 bi, diz Fortuna

Após registrarem resgate por quatro semanas consecutivas, os fundos de investimento voltaram a captar. Entre os dias 9 e 16 de agosto o ingresso foi de R$ 9,62 bilhões, segundo o Fortuna, site que acompanha o setor.

GABRIELA FORLIN, Agencia Estado

20 de agosto de 2013 | 14h09

A captação líquida foi estimulada pelos montantes alocados nos fundos do poder público, que reúnem os recursos captados junto aos municípios, Estados e governo federal (R$ 5,39 bilhões) e nos fundos DI (R$ 3,01 bilhões). Em termos de rentabilidade, enquanto a primeira categoria variou -0,12%, a segunda rendeu 0,15%. No mesmo período, o ganho do CDI foi de 0,16%.

Também registraram entrada de capital mais significativa os fundos multimercados, que operam nos mercados de juros, câmbio, renda variável e derivativos (R$ 2,44 bilhões) e os de curto prazo (R$ 1,22 bilhão). A rentabilidade destes produtos foi de 0,21% e 0,13%, respectivamente.

Os fundos cambiais e de investimento no exterior (Fiex) captaram R$ 107 milhões na semana passada e tiveram ganho de 3,66% no período. Já os fundos classificados como outros (Fdics, off-shore, referenciados-outros, capital estrangeiro e em quarentena) captaram R$ 547 milhões e renderam 1,2%. Os de participação captaram R$ 8 milhões e tiveram perda de 0,12%.

Na contramão, os fundos de ações tiveram resgate de R$ 2,61 bilhões e ganhos de 0,64% - abaixo da variação do Ibovespa, que rendeu 3,34% no mesmo período. Ao mesmo tempo, os fundos de previdência registraram saída de R$ 21 milhões e variação negativa de 0,2%.

Ainda segundo o Fortuna, a indústria de fundos captou R$ 113,7 bilhões no acumulado de 2013, até o dia 16 de agosto. O patrimônio total das carteiras está em R$ 2,53 trilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
fundos de investimentoFortuna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.