Fundos de pensão aplicam menos em ações

O valor dos investimentos em ações dos fundos de pensão - maiores investidores institucionais do País - caiu de R$ 30,669 bilhões em dezembro de 2000 para R$ 24,040 bilhões em setembro de 2001 (último dado disponível), segundo a Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Privada (Abrapp). Assim, o saldo dos fundos de pensão em ações reduziu-se em R$ 6,6 bilhões nos primeiros nove meses deste ano, apresentando queda de 22%. O volume total do patrimônio dos fundos de pensão passou de R$ 130,077 bilhões em dezembro de 2000 para R$ 136,716 bilhões em setembro de 2001, com evolução de 5% no período.A participação das ações na carteira de investimentos dos fundos de pensão declinou de 23,6% em dezembro de 2000 para 17,6% em setembro de 2001. Os fundos de renda variável reduziram a participação na carteira dos fundos de 11,4% para 11,0%. Os fundos de investimento de renda fixa evoluíram no mesmo período de 36,7% para 43,4% da carteira, aproveitando os juros elevados.

Agencia Estado,

13 de novembro de 2001 | 10h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.