Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Fundos de pensão dos EUA avaliam projetos no Brasil

Fundos de pensão e investidores institucionais dos Estados Unidos estão em viagem durante cinco dias a instituições governamentais e privadas do Rio de Janeiro e São Paulo para conhecerem mais a economia brasileira. Até o momento, o maior interesse dos futuros investidores está relacionado à área de energia, segundo o assessor de relações internacionais da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Eduardo Valle. A ABDI e a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP) são as patrocinadoras do evento, que reúne 11 representantes de 13 fundos, cujos nomes não foram divulgados, e um representante do governo americano."Geralmente, é muito mencionada a área de energia, como as fontes de energia renováveis, o biocombustível, o etanol", considerou Valle, acrescentando que obteve esta informação por meio de conversas informais com os visitantes. De acordo com ele, de modo geral, há interesse pelo setor de infra-estrutura doméstica, onde já atuam nos Estados Unidos, e também pelo segmento imobiliário. "Os interesses (em investimentos) são diversos", disse.ExpectativaPor enquanto, a previsão do montante a ser aplicado por estes fundos no Brasil não foi divulgado. "Esta é uma informação que a gente pretende ter ao final do evento", disse. "Mas o Brasil deve se tornar um destino de investimento cada vez mais concreto", acrescentou. Os ativos desses fundos variam de US$ 700 milhões a US$ 245 bilhões, segundo a ABDI.De acordo com Valle, a expectativa de o País atingir o selo de grau de investimento nos próximos meses "obviamente" contribuiu para que o departamento de comércio dos Estados Unidos, que organiza a viagem do lado externo, considerasse o Brasil como o próximo destino dessa iniciativa. Esta é a segunda etapa desse programa, que teve início com uma viagem a Paris, e que deve continuar com visitas à Dinamarca e à África do Sul (já confirmadas), assim como ao México (ainda em fase de negociação).RioAté o momento, a comitiva esteve apenas no Rio, onde ouviu a palestras com representantes da ABVCAP, ABDI, da embaixada e do consulado americano no Brasil. Além disso, os investidores participaram de apresentações no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na Fundação Getúlio Vargas (FGV) e no centro de pesquisas da Petrobras, além de uma palestra com a diretora da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Maria Helena Santana. Ontem, o grupo foi recebido pelo governador do Rio, Sérgio Cabral, no Palácio das Laranjeiras.Hoje, os representantes dos fundos conheceram incubadoras de empresas e tiveram uma palestra com o ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga. No início da tarde de hoje, o grupo estava na sede da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), agência de inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia. "Até o momento, a avaliação foi muito positiva."São PauloÀ noite, a comitiva chega a São Paulo e a agenda de amanhã prevê diversas visitas, em locais como a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), a Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), à GP Investimentos. Eles também terão uma palestra com o ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco sobre o panorama macroeconômico do Brasil, todos os eventos fechados.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

11 de setembro de 2007 | 13h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.