finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fundos de pensão têm investimento irregulares

A Secretaria de Previdência Complementar (SPC) do Ministério da Previdência Social identificou que 23 fundos de pensão têm investimentos em ações acima do permitido pela nova legislação. Até o final da semana, a SPC vai encaminhar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e às bolsas de valores o nome desses fundos para que façam um acompanhamento das negociações feitas por essas entidades de previdência fechada no mercado acionário. Qualquer nova movimentação de compra de ações terá que ser informada à SPC. A Previ (Banco do Brasil), Centrus (Banco Central), Sistel (Funcionários das empresas de telecomunicações), Funcef (Caixa Econômica Federal) estão na lista dos 23 fundos superaplicados em ações. "Esses fundos já ultrapassaram o limite permitido e não podem fazer operações que agravem a situação", justificou o secretário-adjunto da SPC, José Roberto Savóia. Veja a lista dos 23 fundos de pensão que têm aplicações em ações acima do permitido pela nova legislação e que serão monitorados pela SPC para que não façam novas operações de compra:01 - Fundo Previ/ Banco do Brasil - 58,24% 02 - Brasiletros- 51,62%03 - Centrus - 50,01%04 - Serpros - 48,61%05 - Funasa - 46,68%06 - Prevdata - 44,94%07 - São Francisco - 44,25%08 - Previd Exxon- 43,50%09 - Aerus - 42,93%10 - Gasius- 42,71%11 - Fachesf - 41,82%12 - CBS - 41,81%13 -Previ-Banerj - 39,04% 14 - Sistel - 38,88%15 - Fascemar - 38,28%16 - F.Guimarães - 38,13% 17 - Ultraprev - 37,88%18 - Previndus - 37,47%19 - Previleaf - 37,28%20 - Geiprev - 37,25 %21 - IBM - 35,98%22 - Promon - 35,6423 - Funcef - 35,26%

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.