Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Fundos DI foram o destaque do ano passado

De azarão em anos anteriores, o mercado de renda fixa acabou sendo a opção mais rentável de 2000. Os fundos pós-fixados (DI) ou prefixados acumularam ganhos médios de 14%, reflexo da política de redução da taxa básica de juros adotada pelo governo, ainda que diante de um cenário externo turbulento. A taxa básica (Selic) iniciou o ano em 19% e fechou em 15,75% ao ano, embora muitos apostassem que a trajetória de queda não se manteria.Para analistas, em 2001 os resultados podem não se repetir porque o percurso de queda da Selic será suavizado. A saída, portanto, será o investidor aumentar a dose de risco (ver abaixo). O fundo DI com melhor desempenho em 2000 foi o BVA Fix Seguro, que rendeu 18,74%, e o destaque da renda fixa foi o Título FIF 60, com 18,77%. O diretor de Investimentos da Título Corretora, Carlos Avian, diz que o fundo saiu vitorioso porque o cenário traçado para o ano foi acertado.O diretor de Fundos do BVA, Paulo Augusto de Souza, explica que o bom desempenho do BVA Fix se deve à política do banco de se cercar de consultores, o que ajudou na tomada de decisões. Mas o sucesso, diz, também se deve à flexibilidade de gestão: "desde 1998, aplicamos mais em prefixados, mas agora que o prêmio está ficando menor, vamos voltar a investir mais em pós-fixados."

Agencia Estado,

22 de janeiro de 2001 | 12h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.