Fundos imobiliários: nova opção na Faria Lima

A Unitas Distribuidora de Valores Mobiliários lançou a distribuição secundária de cotas do Fundo Continental Square Faria Lima, um complexo que inclui um Caesar Park Hotel e algumas lajes de um edifício comercial de luxo chamado Continental Office Tower. A construção do complexo ainda não foi finalizada. A previsão da Construtora Inpar é de que a obra esteja concluída até maio de 2003.O investimento mínimo é de R$ 49.605,00, o que corresponde a 44 mil quotas - cada quota tem o valor de R$ 1,1274. O investimento pode ser pago de três formas: à vista, em até 12 parcelas sem juros e em até 30 parcelas atualizadas pelo Índice Geral dos preços do Mercado (IGPM). Nas duas primeiras formas, o investidor receberá um ganho líquido de 1% ao mês, a ser pago no dia 15 do mês subseqüente ao mês em que quitou o pagamento da sua aplicação. Na modalidade à vista, se o investidor efetuar sua aplicação até o final deste mês, receberá mensalmente 1% sobre o valor investido a partir do dia 15 de fevereiro. Esta garantia é válida até a conclusão do empreendimento - data em que for expedido o auto de conclusão da obra, o chamado habite-se.No caso do pagamento em até 12 vezes, as parcelas são calculadas a partir do valor à vista divido pelo número de vezes escolhido pelo investidor. No mês subseqüente ao final do pagamento, o investidor começa a receber mensalmente, nos dias 15, uma renda líquida de 1% sobre o total aplicado. Já o investidor que optar pelo pagamento de 12 a 30 meses, em que as parcelas são atualizadas monetariamente pelo IGP-M, não há o rendimento mensal de 1%, como nos planos à vista e parcelados em até 12 meses. A partir da conclusão do empreendimento, o ganho nos três planos fica vinculado ao que é apurado com a locação dos imóveis que compõem a carteira do fundo. A Inpar oferece uma outra garantia: a partir do sexto mês após a conclusão do empreendimento, a construtora oferece ao fundo, pelo prazo de 24 meses, uma garantia de ganho mínimo anual de 12% sobre o total captado com as quotas. Ou seja, se entre o 6º e o 18º mês da conclusão do obra - um ano -, a carteira do fundo não tiver apresentado um rendimento de pelo menos 12% sobre as captações, a Inpar pagará a diferença. Caso o valor apurado com as locações tenha superado este patamar de 12%, a construtora não pagará valores adicionais.A Unitas cobra de taxa de administração 2% sobre o hodge - que é o resultado operacional disponível (receita do fundo menos os custos). A administração do fundo não garante a recompra da cota. O complexo ficará na Rua das Olimpíadas 205, na Vila Olímpia, zona sul, próximo às avenidas Luis Carlos Berrini e Brigadeiro Faria Lima.Riscos de se investir em fundos imobiliáriosUm dos riscos de um fundo imobiliário é a falta de liquidez, ou seja, baixa negociabilidade das cotas. Isso porque a maioria dos produtos não oferece ao investidor a garantia de recompra dos papéis e, caso haja necessidade de resgatar o dinheiro aplicado, a alternativa é negociar com um outro investidor. Nesta operação, quem comprou quotas de um fundo imobiliário corre o risco de ter que vendê-las a um preço menor do que de fato valem, caso necessite dos recursos rapidamente. Outro risco é que o ganho a ser distribuído aos investidores depende do valor apurado com a locação dos imóveis que compõem a carteira do fundo. Se as unidades ficam vagas, o investidor recebe menos e, no limite, pode ser chamado a pagar as despesas administrativas dos imóveis.ContatoUnitas - 3083-2877

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.