Fundos imobiliários têm atraído investidores

Em tempos de acentuada instabilidade econômica, o setor imobiliário voltou a atrair maior interesse dos investidores. Muitos, arredios à instabilidade da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e ao cenário pontilhado de incertezas, têm preferido empregar o capital na compra de imóveis, direta ou indiretamente. Nesse último caso, o fundo imobiliário é a opção mais ofertada no mercado.Esses fundos são formados por grupos de investidores que têm como objetivo adquirir cotas de um empreendimento imobiliário, como shopping center, flat, hotel, hospital, centro empresarial, entre outros, e obter rendimento por meio da aplicação. O diretor da Brazilian Mortgages, Fábio Nogueira, ressalta que o investimento no setor imobiliário é opção de longo prazo. Ele se diz impressionado com o crescimento que o mercado vem apresentando neste ano. "Acredito que o setor deve fechar o ano com patrimônio em torno de R$ 2 bilhões." Ele lembra que, desde 1994, quando o primeiro fundo imobiliário foi lançado, até o fim de 2000, o mercado captou R$ 1,5 bilhão. E, apenas neste ano, a expectativa é que mais de R$ 500 milhões sejam aplicados no setor, o que equivale a um crescimento de quase 35% no ano. Fundos imobiliários: veja as ofertasDuas opções para quem pretende ingressar nesse mercado são os fundos do Centro Empresarial Água Branca e o recentemente lançado, da Torre Norte do Complexo Empresarial Nações Unidas. O primeiro garante, até 2004, rentabilidade mensal de 1,25% ao investidor e exige valor mínimo de aplicação de R$ 8 mil. Já os interessados na compra de cotas do Torre Norte terão de fazer uma reserva, pois o primeiro lançamento foi totalmente vendido e uma segunda oferta aos investidores ainda depende de aprovação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), nos próximos dias. O valor mínimo de aplicação, nesse caso, será de R$ 50 mil, do qual 50% deverá ser pago à vista e o restante poderá ser dividido em 11 parcelas. No primeiro ano de aplicação, fica assegurada ao investidor uma rentabilidade de 12% ao ano, já descontadas a taxa de administração e outras despesas. Veja mais informações sobre o setor de imóveis, além das vantagens e desvantagens dos fundos imobiliários, nos links abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.