Fundos Petrobrás ampliam ganho

Os investidores que alocaram recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em fundos de ações da Petrobrás mantêm fidelidade a suas aplicações. Não é para menos, os fundos que haviam obtido rendimento superior a 70% em um ano continuam acumulando ganhos após o término da carência - desde o dia 20 de agosto. A partir daí, os fundos já ampliaram o rendimento para 81,65%. O dado se refere à média de rentabilidade dos fundos FGTS, segundo a Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid). No mesmo período, a ação ordinária (ON, com direito a voto) da estatal, que compõe os fundos, obteve valorização de 6,86%, enquanto o IBovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) - recuou 6,05%. Algumas corretoras estimam que a ação poderá alcançar um valor superior a R$ 70,00 em menos de um ano. Na quinta-feira, no fechamento dos negócios, a ação ON da Petrobrás foi negociada a R$ 57,60, o que significaria um rendimento de cerca de 20%, além do já obtido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.