Fundos: reclassificação da Anbid sofre atraso

A previsão da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid) de que a nova classificação para os fundos entraria em vigor em 1º de março não poderá ser cumprida. De acordo com a Assessoria de Imprensa da Associação, o atraso na implantação é justificado pela demora dos bancos no envio de informações para a fase de testes, que a Anbid esperava ter concluído em 19 de fevereiro.É preciso que cada banco classifique a sua família de produtos de acordo com a nova segmentação, para que então sejam realizados os testes. Por exemplo, cada uma das classes deverá conter pelo menos 10 fundos. Caso isso não ocorra, a classe deverá ser extinta e os fundos reagrupados em outras classes. Vale lembrar que a Associação está reformulando a classificação dos fundos, a fim de fornecer aos investidores uma segmentação mais apurada dos vários tipos de produtos existentes no mercado, levando em conta os objetivos da aplicação e o grau de risco envolvido. A expectativa é que isso traga mais transparência ao mercado, facilitando a decisão do investidor por um fundo. A versão preliminar da nova classificação já está disponível na Internet (veja link abaixo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.