Fundos registram perdas de até 20% em junho

Alguns fundos de investimento multimercados com renda variável e alavancagem apresentam perdas expressivas em junho. Exemplo disso são os fundos Bank of America High Yield e Bank of America IX Fif, administrados pela Bank of America Asset Management. De acordo com dados da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid), nesse mês, até o dia 24, as perdas destes fundos são de 20,59% e 28,92%, respectivamente.Em nota à imprensa, a instituição informou que "fatores de mercado causaram, nos últimos dias, impacto em alguns fundos de derivativos". O texto explica ainda que "esse fato foi causado pela falta de liquidez e aumento da volatilidade no mercado, que obrigou a Bank of America Asset Management a sair de posições com perdas". Porém, a nota não esclarece se as perdas apuradas estão dentro do limite de prejuízo estabelecido pelo produto, o qual deveria ser de conhecimento do investidor e descrito em prospecto. Procurada pela reportagem da Agência Estado, a instituição não informou quais as informações contidas no prospecto dos fundos Bank of America High Yield e Bank of America IX Fif. Já a Assessoria de Imprensa da Anbid, que também tem acesso a essas informação, não havia atendido à solicitação de envio do prospecto desses fundos, até 18h20.Fundos com essa classificação, de fato, embutem um determinado grau de risco, que é determinado pelos ativos que compõem a carteira. Ao alocar recursos nesses fundos, o investidor precisa estar ciente de quais os limites para as operações que serão usadas pelo gestor com o objetivo de ampliar o rendimento da carteira. Determinados produtos estabelecem um limite para perdas, o que deixa mais claro para o investidor qual será o valor máximo do prejuízo. Operações Segundo gestores de fundos de investimento, uma perda da magnitude apresentada por estes fundos deve ter sido provocada pelo uso de operações no mercado de derivativos de juros. Segundo um diretor de banco ouvido pela Agência Estado, é possível que o gestor tenha feito uma pesada aposta na queda dos juros, o que acabou não se confirmando. Ao contrário, os juros subiram e muito, principalmente nos contratos futuros de médio e longo prazos, da BM&F (Bolsa de Mercadorias & Futuros).Como devem ter sido contratos que negociaram grandes volumes financeiros, as perdas resultaram em elevados prejuízos. Segundo a nota divulgada pelo Bank of America, a instituição saiu da posição que estava gerando estas perdas, o que significa realizar todo o prejuízo. A reportagem da Agência Estado não pôde confirmar que tipo de operação gerou os prejuízos das carteiras, já que a instituição não deu informações sobre as operações realizadas por esses fundos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.