Fundos voltam a captar em janeiro

Os fundos de investimento reverteram a tendência apresentada em dezembro do ano passado e voltam a registrar captação durante o primeiro mês deste ano. Segundo dados da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid), durante o mês de janeiro, o ingresso de recursos foi da ordem de R$ 4,6 bilhões, enquanto que em dezembro de 2001, o total de resgatado foi de R$ 5,3 bilhões.Ao contrário do que foi observado em dezembro, os fundos DI - que acompanham a variação das taxas do mercado - e cambiais - que pagam uma taxa de juros prefixada mais a variação da cotação do dólar - , voltaram a receber recursos. Em janeiro, eles captaram R$ 772 milhões e R$ 383 milhões, respectivamente. No mês passado, esses números foram negativos de R$ 1,4 bilhão e 153 milhões.Já os fundos de renda fixa - que pagam juros prefixados dos títulos públicos federais - seguem, mesmo que em menor escala, a tendência verificada em dezembro, quando foi registrado um ingresso de R$ 9,2 bilhões. Em janeiro a captação foi de R$ 1,9 bilhão.Pelos dados, os fundos de ações também começaram o ano melhor do que no final de 2001. Enquanto que em dezembro do ano passado a saída de recursos foi de R$ 346,9 milhões, em janeiro a entrada de recursos atingiu R$ 269,5 milhões.RentabilidadeCom relação às rentabilidades obtidas nas diversas modalidades de fundos de investimento, o melhor resultado em janeiro foi o dos fundos cambiais, com ganho de 4,8%. Na renda fixa, os fundos DI ficaram um pouco acima dos fundos de renda fixa prefixados, com ganhos de 1,54% e 1,48%, respectivamente. Já os fundos indexados ao Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) - registraram queda de 7,19%. Dentre os fundos setoriais, quem ficou na lanterninha foram os fundos de empresas de telecomunicações, com perda de 11,17%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.