FUP rejeita proposta da Petrobrás e fala em paralisação de 24 horas dia 26

A partir desta quinta-feira serão realizadas assembleias de trabalhadores para que a greve seja votada

Vinicius Neder, da Agência Estado,

20 de setembro de 2012 | 16h15

RIO - A Federação Única dos Petroleiros (FUP) anunciou que indicará aos sindicatos filiados uma paralisação de 24 horas no próximo dia 26, após rejeitar a proposta de reajuste salarial apresentada pela Petrobrás nesta quarta-feira. Segundo nota publicada no site da entidade, "os sindicatos e a direção da FUP indicam a rejeição da proposta".

A partir desta quinta-feira serão realizadas assembleias de trabalhadores para que a indicação de rejeição da proposta e pela greve de 24 horas seja votada. Segundo a FUP, a Petrobrás apresentou contraproposta de reajuste de 6,5% nos salários dos empregados ativos, "o que representa ganho real entre 0,9% e 1,2%".

Ainda segundo a nota da FUP, a Petrobrás propôs pagar abono referente a uma remuneração integral ou R$ 4.000,00, o que for maior, "descontando o valor da antecipação de R$ 1.296,00 ou 12% de uma remuneração que foi paga durante a quitação da PLR 2011".

"A FUP considera a proposta da estatal um desrespeito aos trabalhadores, que se arriscam cotidianamente para fazer da empresa a principal locomotiva da economia do País", criticou a FUP na nota.

Tudo o que sabemos sobre:
petroleirosgreveparalisaçao

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.