FUP sugere à categoria que aceite oferta da Petrobras

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) decidiu hoje indicar aos sindicatos associados que aprovem a proposta da Petrobras sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), suspendendo a greve nacional prevista para o próximo dia 5. "Há um consenso na federação de que conseguimos avanços substanciais nas negociações", disse à Agência Estado o diretor da FUP Hélio Seidl. Em reunião anteontem, a Petrobras incluiu na sua proposta um abono de R$ 1,5 mil ou 40% da remuneração do funcionário, o que for maior. Além disso, estendeu a todos os funcionários uma parcela da PLR que era restrita a cargos gerenciais. Segundo Seidl, com os benefícios, a empresa distribuirá aos funcionários um valor equivalente a 15,2% do montante distribuído aos acionistas a título de dividendos. Na proposta inicial, o porcentual era de 13%. A proposta será votada agora em assembléias nos sindicatos filiados, mas, segundo Seidl, a aprovação é tida como certa. O dirigente sindical informou ainda que a Petrobras se comprometeu a reunir-se com o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) a partir da próxima semana para negociar a questão do dia do desembarque, que motivou uma greve de cinco dias com parada de produção em plataformas na Bacia de Campos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.