FUP sugere à categoria que aceite oferta da Petrobras

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) decidiu hoje indicar aos sindicatos associados que aprovem a proposta da Petrobras sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), suspendendo a greve nacional prevista para o próximo dia 5. "Há um consenso na federação de que conseguimos avanços substanciais nas negociações", disse à Agência Estado o diretor da FUP Hélio Seidl. Em reunião anteontem, a Petrobras incluiu na sua proposta um abono de R$ 1,5 mil ou 40% da remuneração do funcionário, o que for maior. Além disso, estendeu a todos os funcionários uma parcela da PLR que era restrita a cargos gerenciais. Segundo Seidl, com os benefícios, a empresa distribuirá aos funcionários um valor equivalente a 15,2% do montante distribuído aos acionistas a título de dividendos. Na proposta inicial, o porcentual era de 13%. A proposta será votada agora em assembléias nos sindicatos filiados, mas, segundo Seidl, a aprovação é tida como certa. O dirigente sindical informou ainda que a Petrobras se comprometeu a reunir-se com o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) a partir da próxima semana para negociar a questão do dia do desembarque, que motivou uma greve de cinco dias com parada de produção em plataformas na Bacia de Campos.

NICOLA PAMPLONA, Agencia Estado

30 de julho de 2008 | 19h57

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoPetrobrasgrevepetroleiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.