Furlan bate-boca com manifestantes em Hong Kong

O ministro do Desenvolvimento e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan não resistiu e partiu hoje para um bate-boca com ativistas que se manifestavam contra a Organização Mundia do Comércio (OMC) na entrada principal do Centro de Convenções de Hong Kong, onde ocorre a Conferência Ministerial da entidade.Furlan inicialmente foi apenas se apresentar aos manifestantes, mas, quando soube que um dos ativistas era francês, disse "a França é protecionista". O interlocutor, que era um agricultor, reagiu e acusou o Brasil de levar os agricultores do seu País a falência. O entrevero terminou após 10 minutos de discussão, com o ministro brasileiro se retirando.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2005 | 12h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.