carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Furlan destaca recorde no saldo comercial acumulado até maio

A um dia do encerramento do mês de maio, o ministro do Desenvolvimento, Comércio e Indústria, Luiz Fernando Furlan, disse que as exportações acumuladas em 2003 atingiram US$ 27 bilhões até o momento, fazendo com que a balança comercial tivesse um saldo positivo de US$ 8 bilhões até maio, volume que é recorde histórico do Brasil no período. O aumento nas exportações brasileiras de 2003, que chega a 30% sobre os primeiros cinco meses do ano passado, já está estimulando o ministério a rever suas metas para as exportações este ano. A meta anterior de crescimento de 10%, superando em US$ 6 bilhões o total do ano passado, já havia sido revista para um crescimento de 13%, com acréscimo de US$ 8 bilhões sobre o total do ano passado. Mas, segundo o ministro, até maio, as exportações brasileiras já superaram em US$ 6 bilhões o total do ano passado. "Faltam apenas US$ 2 bilhões para completar a meta, e estamos tentados a rever novamente esta meta", disse o ministro. Furlan afirmou, entretanto, que deve esperar até o segundo semestre para confirmar o acréscimo destes US$ 8 bilhões sobre o total exportado do ano passado, principalmente por conta da queda na cotação do câmbio. Nichos específicosO Brasil deverá buscar nichos específicos de mercado para ampliar suas exportações nos próximos anos, disse Furlan. Segundo ele, existem mais de 200 estudos setoriais para encaminhar novos projetos de exportações, principalmente para as pequenas e médias empresas. "Não vamos atirar com canhão ou usar metralhadoras. Vamos agir como numa guerra moderna, identificando o alvo e usando mira certeira", afirmou. Segundo ele, os produtos brasileiros representam em torno de 1% do volume de importações da Alemanha. "No início do mandato, o volume era de 0,8%, o que era uma vergonha, e combinei com o presidente Lula de aumentarmos isso para 1% este ano, o que ainda é muito pouco, mas já significaria um crescimento de 25%". O ministro participou hoje do seminário "Destino Exportador: Alemanha" promovido pela Câmara Brasil Alemanha na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Também participou do evento o embaixador e diretor-geral do departam ento de Promoção Comercial do Ministério das Relações Exteriores Mario Vilalva.

Agencia Estado,

30 de maio de 2003 | 14h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.