Furlan diz que exportações vão gerar 200 mil empregos neste ano

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, anunciou hoje, na 11ª Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (Unctad), que as exportações devem chegar no final do ano a US$ 83 bilhões, um incremento de 13% sobre o ano anterior. Esse aumento nas vendas externas criará 200 mil novos empregos no País. No topo da lista das exportações de maior valor agregado está o segmento de material de transportes, que deve chegar a US$ 13 bilhões neste ano.Segundo o ministro, houve um incremento de 23% nas intenções de investimento no período de janeiro a abril deste ano para US$ 33 bilhões, na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com o Furlan, desse total anunciado, US$ 11 bilhões referem-se a investimentos em mineração. Ele anunciou ainda que o superintendente geral da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Walter Cover, será o coordenador da Sala de Investimentos criada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que funcionará no quarto andar do Palácio do Planalto. A sala vai reunir representantes de dez entidades do governo que prestarão atendimento aos investidores interessados no País.A criação da sala foi anunciada por Lula em 11 de março, mas só agora passa a funcionar. Furlan explicou que a sala faz parte da estrutura da Casa Civil, mas será coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento.

Agencia Estado,

14 de junho de 2004 | 17h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.