Furlan diz que governo quer negociar com a Argentina

O governo federal está empenhado em negociar com a Argentina para evitar maiores problemas em relação às restrições comerciais aos produtos brasileiros. Foi o que disse, nesta segunda-feira à noite, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan. "As negociações têm sido satisfatórias, porque evitam um alastramento dessa turbulência comercial", comentou o ministro.Segundo Furlan, a medida Argentina de restrição aos televisores produzidos no Brasil "aparentemente tem sustentabilidade jurídica, por serem televisores produzidos na Zona Franca de Manaus". O ministro acrescentou que o governo brasileiro está analisando o caso e acredita em uma revogação da medida, principalmente após a visita ao Brasil do ministro argentino da Economia, Roberto Lavagna, quando deverão ser discutidos temas comerciais de longo prazo "e não apenas essas questões de apagar incêndios quando ocorrem". Furlan, que participou em São Paulo da cerimônia de abertura do 59º Congresso Internacional da Associação Brasileira de Metalurgia (ABM), disse que o governo acredita que a participação brasileira no mercado do Mercosul é natural, porque está substituindo "outros exportadores que perderam espaço no mercado do Mercosul e o Brasil ganhou".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.