Furlan: modelo econômico da Venezuela não será seguido

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, afirmou nesta quinta-feira, antes da abertura da Cúpula do Mercosul, que o modelo econômico da Venezuela não é padrão para ser seguido pelo Brasil. De acordo com ele, o País já adotou "um outro caminho bem-sucedido". Apesar disso, Furlan disse que o Brasil, no âmbito dos recursos naturais, respeita todas as políticas internas de outros países.Entretanto, disse ser contrário a ações como a desnacionalização de empresas industriais e operações não consideradas, ligadas ao âmbito dos recursos naturais. "Não seria razoável, para uma indústria, ser expropriada porque ela é grande, florescente, ou exportadora", declarou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.