Furlan reestrutura segundo escalão de sua equipe

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, promoveu uma reestruturação no segundo escalão do seu ministério. Roberto Jaguaribe deixou a secretária de Tecnologia Industrial, cargo que vinha acumulando com a presidência do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Para a secretaria foi nomeado Jairo Klepacz, especialista em tecnologia, gerência de produtos e telecomunicações. Para a recém criada Secretaria de Comércio e Serviços, que deverá estar em funcionamento pleno até janeiro de 2006, foi escolhido Edson Lupatini, servidor de carreira do Ministério que atualmente ocupava a diretoria do Departamento de Comércio Exterior (Decex), responsável pela análise de pedidos de barreiras comerciais, como salvaguardas. Lupatini tratou de vários casos delicados com a Argentina como o da "guerra das geladeiras", quando a Argentina decidiu restringir a entrada de eletrodomésticos da linha branca feitos no Brasil. A nova secretaria foi criada no dia 8 de setembro e terá a tarefa de propor, elaborar e implementar políticas públicas para o desenvolvimento do comércio e serviços, como por exemplo, o combate à informalidade, medidas de simplificação, desburocratização e desregulamentação das atividades de comércio e de serviços e melhoria dos serviços de logística. Furlan também efetivou Armando Meziat no cargo de secretário de Comércio Exterior. Ele ocupava interinamente a função desde a saída de Ivan Ramalho que assumiu a secretária-executiva do Ministério.

Agencia Estado,

21 Setembro 2005 | 19h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.