Furlan reitera meta de US$ 15 bi para investimento estrangeiro

O ministro do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, reiterou hoje que o País poderá fechar, este ano, com US$ 15 bilhões em Investimentos Diretos Estrangeiros (IDE). "Será um valor difícil de atingir, mas estamos trabalhando duro para buscá-lo e eu acho que vamos conseguir. Para o ano que vem, ampliamos nossas estimativas desses investimentos para US$ 20 bilhões", estimou.Furlan argumentou que suas projeções consideravam as intenções de investimento informadas ao Ministério do Desenvolvimento, numa pesquisa informal. Nela havia a indicação de que os empresários nacionais e estrangeiros investiriam US$ 76,78 bilhões este ano, ante uma projeção feita no final de 2002, na qual informavam a intenção de investir US$ 44,86 bilhões ao longo de 2003. Ele também mostrou-se entusiasmado ao comentar que a política industrial do governo Lula, voltada para os setores de softwares, fármacos, bens de capital e semicondutores, já estava produzindo efeitos positivos na atração de investimentos. "Em semicondutores já iniciamos as tratativas com três multinacionais", informou, ao listar uma série de possibilidades de bons negócios nos demais segmentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.