Furlan visitará agências de risco nos EUA e espera PIB de 4%

O ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, disse hoje, em palestra a empresários e investidores no Conselho das Américas, que vai se encontrar em Nova York com representantes das três agências de rating (Fitch, Moody´s e S&P) ? classificação de risco - para falar sobre a melhora da economia brasileira. "Vou passar o seguinte recado para as agências de rating: chequem seus números, pois as exportações no Brasil estão crescendo e o governo vai estar atingindo bons resultados, não só em exportações mas também em crescimento." Segundo Furlan, o PIB do Brasil deverá crescer por volta de 4% em 2004 e as exportações, que devem ficar este ano entre US$ 60 bilhões e US$ 70 bilhões, deverão crescer 10% em 2004 atingindo US$ 80 bilhões. Furlan disse que até o final do governo Lula as exportações brasileiras deverão superar US$ 100 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.